quinta-feira, 28 de maio de 2015

Lima | Dia 3

Tomamos café no hotel e caminhamos pela orla de Miraflores até o bairro Barranco. Entramos na rua Saens Paez, onde há uma pracinha e também a loja Dédalo, que é repleta de produtos de design e tem inclusive um pátio com uma cafeteria bem legal.
IMG_8013
Orla de Miraflores
IMG_8014
Orla de Miraflores
IMG_8027
Café da loja Dédalo
Seguimos um pouco mais pelo bairro e fomos até a loja de artesanato peruano Las Pallas - que á a casa de uma senhora gringa.

Andamos até o restaurante Canta Rana, onde a especialidade é frutos do mar. Foi Humberto, do Hotel de Autor, que nos indicou e nos acompanhou no almoço. Comemos ceviche de linguado e Tacu-Tacu de Camarão (comida típica peruana).
IMG_8041
Restaurante Canta Rana
IMG_8047
Restaurante Canta Rana


Continuamos andando pelo bairro até a praça central e a ponte do Suspiro. Comemos uma sobremesa com café no requintado Hotel B e pegamos um taxi para o Shopping Larcomar - agora vistamos durante o dia.
IMG_8055
Barranco - praça central
IMG_8062
Barranco - ponte dos Suspiros
IMG_8082
Shopping Larcomar
Por fim, passamos em nosso hotel, pegamos as malas e um taxi para o aeroporto. Agradecemos todas as dicas dadas pelo Humberto Medrano, responsável pelo Hotel de Autor. Com certeza, sem elas, a viagem não teria sido tão legal.

quarta-feira, 27 de maio de 2015

Lima | Dia 2

Tomamos café no hotel, que por sinal foi um dos melhores lugares que já me hospedei. O responsável pelo hotel (Humberto) é super gente boa, sempre disposto a ajudar. O hotel fica em uma vila com casinhas super legais. O hotel tem 4 quartos e é todo decorado com peças colecionadas em viagens do Humberto. Tudo de muito bom gosto. O café da manhã é servido literalmente na garagem, onde há uma mesa grande. Não é um buffet, mas sim um menu degustação. As comidinhas vão chegando aos poucos - primeiro a salada de fruta e o suco, depois bolo e café e por final pão com queijo brie, mel e nozes.

Fomos caminhando (uma boa caminhada) até o sítio arqueológico Huaca Pucllana, que fica no bairro de Miraflores. O local só pode ser visitado seguindo o guia e foi o que fizemos! São quase 2 horas de explicações, mas o local não tem muito o que ver... e o tour é um pouco extenso, mas vale a visita para quem não visitou os outros sítios do Vale Sagrado. O mais diferente é que o sítio fica no meio dos prédios, no meio de um bairro. O sítio quase foi extinto, visto que chegou a ser utilizado como lixão e pista de corrida.

IMG_7886
Huaca Pucllana
IMG_7907
Huaca Pucllana
Seguimos para o centro histórico. Optamos pelo BRT, chamado de Metropolitano, muito parecido com o que temos aqui no Rio de Janeiro, e descemos na estação Jirón de la Unión. Visitamos a Praça San Martin, Praça de Armas, Catedral, Palácio do Governo, Casa Aliaga e Igreja São Francisco. A rua de pedestres Jirón de la Unión liga as praças San Martin e das Armas e tem diversas lojas, inclusive lojas grandes de departamento como a chilena Ripley.
IMG_7920
Praça San Martin
IMG_7925
Igreja de La Merced
IMG_7931
Praça das Armas
IMG_7930
Catedral
IMG_7957
Catedral
IMG_7943
Palácio Arzobispal
IMG_8000
Casa Aliaga
IMG_7982
Palácio do Governo
Comemos no tradicional restaurante Cordano um sanduíche de Jamón del Pais com uma Cusqueña.
IMG_7972
Restaurante Cordano
Pegamos o BRT de volta para a estação 28 de Julio, que era a mais próxima do hotel. Deixamos as coisas no quarto e saímos para jantar no restaurante Rafael Osterling, que foi sensacional. Acho que a melhor massa que já comi. Ambiente super agradável e preço mediano.

terça-feira, 26 de maio de 2015

Cusco | Lima | Dia 1

Tomamos café no hotel e saímos caminhando pela cidade. Tivemos pouquíssimo tempo antes do voo para Lima e apenas demos uma volta pela parte central.

Voltamos para o hotel e pegamos o transfer gratuito para o aeroporto.

Chegando em Lima, pegamos o Taxi Green (indicado pelo dono do hotel que ficamos - Hotel de Autor). Custa 50 Soles (moeda local) até o bairro de Miraflores. Fizemos check-in no hotel e saímos para almoçar no restaurante Tanta, que ficava próximo ao hotel. Comida boa e preço justo!

IMG_7817
Aeroporto de Lima
IMG_7845
Hotel de Autor
IMG_7842
Hotel de Autor
Na volta, passamos nos supermercados Vivanda e Metro. O Vivanda é mais arrumadinho, tipo gourmet - com alguns produtos específicos. O Metro é mais genérico, mas nem por isso pior - bem organizado também. Compramos algumas coisas nos 2 supermercados, principalmente temperos como Aji e suco de chica morada - o famoso milho roxo, e voltamos para deixar as coisas.

Seguimos para o Shopping Larcomar, que também ficava distante apenas algumas quadras do hotel. O Shopping Larcomar fica em frente ao mar, em uma das ribanceiras (tipo falésias) que formam a costa de alguns bairros de Lima. É um shopping diferente, quase todo aberto, com lojas famosas e também típicas do Peru, com uma vista sensacional do mar e da orla de Lima. Também tem restaurantes bons, como o Popular. Vale a visita!

IMG_7853
Shopping Larcomar
A noite, fomos jantar no restaurante La Barra, do estrelado Astrid Y Gastón, que fica na Casa Moreyra - esta casa é propriedade do famoso chef e é formada só por seus restaurantes. O La Barra é considerado o menos formal, mas mesmo assim achamos o local muito "chique", silencioso e com pessoas fazendo cara de paisagem. A comida é boa, claro, mas fomos a restaurantes melhores em Lima - mais descontraídos, com preços mais convidativos e sem o glamour, que na maioria das vezes não contribui para nada.
IMG_7860
Restaurante La Barra
IMG_7870
Casa Moreyra - Astrid Y Gastón

segunda-feira, 25 de maio de 2015

Cusco | Dia 3 - Machu Picchu

Acordamos 4:00 AM! Correria para ficarmos prontos e partir para a estação de trem em Toroy. Era o auge da viagem - conhecer Machu Picchu.

Nosso trem saiu as 6:51 AM. Optamos pelo Vista Dome, que tem janelas grandes tanto na lateral quanto no teto do trem. O trem passou por Ollantaytambo e a estação final é Águas Calientes - cidade bem pequena que só cresceu devido ao turismo à Machu Picchu. É formada por hóteis e restaurantes... ah e uma feirinha também :)A viagem é um pouco cansativa - são 3h30min... o trem vai bem devagar, talvez para que os turistas possam apreciar a paisagem :)

Ao sair da estação, corremos para a fila dos ônibus que sobem para Machu Picchu (2400m acima do nível do mar). Como quem tem um olho na terra de cego é rei, o ticket para subir e descer de Machu Picchu custa absurdos 25 dólares, para uma viagem de nem 20 min, mas quem tá na chuva é pra se molhar, não é? Aliás, literalmente, pois quando chegamos estava uma garoa... que para nossa sorte, parou logo que chegamos na entrada da cidadela.

Vale a pena levar comida e bebida, pois só há uma lanchonete/restaurante antes da entrada de Machu Picchu (já lá em cima) que cobra fortunas por uma água.

Ficamos umas 5 horas caminhando e conhecendo as construções e ruínas de Machu Picchu e admirando impressionados como um povo construiu tudo aquilo há 500 anos, naquela altura toda...

IMG_7604
Peru Rail - Vista Dome - trem para Machu Picchu
IMG_7614
Machu Picchu
IMG_7618
Machu Picchu
IMG_7635
Machu Picchu
IMG_7646
Machu Picchu
IMG_7666
Machu Picchu
IMG_7678
Machu Picchu
IMG_7702
Machu Picchu
IMG_7689
Machu Picchu
IMG_7719
Machu Picchu
IMG_7725
Machu Picchu
IMG_7736
Machu Picchu
IMG_7744
Machu Picchu
IMG_7744
Machu Picchu

domingo, 24 de maio de 2015

Cusco | Dia 2 - Vale Sagrado

No dia anterior, tínhamos agendando com um taxista para que nos levasse para os sítios arqueológicos ao redor de Cusco e também em outras cidades do Vale Sagrado.

Acordamos muito cedo, tomamos café no hotel e as 8:00 saímos para o tour. Primeiramente, visitamos 4 sítios arqueológicos próximos a Cusco e depois seguimos para a cidade de Pisca e por fim para Ollantaytambo. A primeira parada foi Saqsayhuamán, que foi uma fortaleza Inca. As muralhas são altas e com pedras gigantes encaixadas, sem nada para uni-las.
IMG_7334
Saqsayhuamán
IMG_7324
Saqsayhuamán
De lá, seguimos para Q'enqo, que foi um templo onde eram realizados sacrifícios e mumificações.
IMG_7351
Q'enqo
IMG_7359
Q'enqo
Depois fomos para Pukapukara, que foi um forte Inca.
IMG_7370
Pukapukara
IMG_7376
Pukapukara
Por fim, fomos à Tambomachay, que foi destinado ao culto à água e para que o chefe do Império Inca pudesse descansar. Este lugar também é denominado "Banhos do Inca". É composto de uma série de aquedutos, canal e várias cascatas de água que correm pelas rochas.
IMG_7391
Tambomachay
IMG_7393
Tambomachay
IMG_7405
Tambomachay
Seguimos descendo para o Vale Sagrado em direção à cidade de Pisac, onde visitamos seu sítio arqueológico e o mercado.
IMG_7422
Vale Sagrado
IMG_7444
Vale Sagrado
IMG_7447
Pisac
IMG_7452
Pisac
IMG_7494
Mercado de Pisac
Então, fomos para nossa última parada - sítio arqueológico de Ollantaytambo. No caminho, paramos em Urubamba para almoçar no restaurante - beira de estrada - Inka House.
IMG_7522
Ollantaytambo
IMG_7553
Ollantaytambo
IMG_7525
Ollantaytambo
IMG_7523
Ollantaytambo
De volta à Cusco, comemos em um restaurante bem pequeno - Don Marcelo - pizza e vinho.
IMG_7577
Don Marcelo
IMG_7580
Cusco a noite